segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Já é Dia




Está sombrio ainda
Mas, já é dia!
Eis que não tarda a alva
Eis que vem o sol

O firmamento anuncia
Pomares frutíferos
Flores livres ao vento
Ramos de heras ao léu


Caíram as escamas dos olhos
Eu já posso ver!
Conheço a cor do sol
Conheço a seiva do céu

Arnalda Rabelo

Um comentário:

  1. Olá Arnalda,

    Um poema cheio de esperança, gostei!

    Abraço

    ResponderExcluir



Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.