quinta-feira, 15 de abril de 2010

Amizade



No soprar dos ventos outonais
as folhas efêmeras
caem e não mais retornam
No entanto a sua amizade
permanece como ternura sagrada
intacta e pura
aguardando a doce primavera.


Arnalda Rabelo

2 comentários:

  1. Encantada,vc é divina,te amo,minha amiga
    Parabéns!Beijos!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. parabéns,linda demais,poetiza
    adoravel,Beijos!

    ResponderExcluir



Os direitos autorais são protegidos pela lei nº 9610/98, violá-los é crime estabelecido pelo artigo 184 do Código Penal Brasileiro.